terça-feira, 29 de junho de 2010

Cadelinha Lúcia!



Olá a todos!

Cá estou de novo para vos mostrar mais uma das minhas mini-mascotes. As minhas primeiras mini mascotes foram dois macaquinhos, dois gatos e esta cadelinha.

É a Lúcia, esta cadelinha linda, com lacinhos cor-de-rosa nas orelhas. Ela é vizinha do Pintas e adora-o. É apaixonada por ele. Trabalha num café na praia e mora também lá. Tem dois andares: o de cima é a casa dela e o de baixo é o café.

A primeira vez que a Lúcia viu o Pintas, ele estava a surfar. Depois ele foi ter com ela e simpatizaram um com o outro. Ficaram amigos e quiseram namorar.
Depois, os monstros aquáticos queriam apanhar a Lúcia, e o Pintas fazia tudo para eles não lhe fazerem nada de mal. Mas acabou por ser sempre ela a derrotar os tais monstros. A Lúcia cantou um bocadinho e derrotou-os. Porque estes monstros marinhos não gostam de ouvir cantar essas músicas. Mas todas as outras pessoas gostam. Ela até canta, à noite, num palco lá no café. Fizeram uma festa na noite do fogo de artifício, em que a Lúcia convidou duas amigas para cantarem com ela. As amigas são a Rohnda e a Lassie.
A Rohnda saiu da quinta e deixou o Rafa Kir no seu lugar, a guardar a Quinta, para que o Lobo Mau não vá lá fazer maldades.
A Lassie teve de ajudar a Rohnda a convencer o Rafa Kir a ficar na quinta, porque ele tb queria ir ver o espectáculo. Mas como depois podia vê-lo na televisão, lá conseguiram convencê-lo.
As três amigas ficaram muito famosas. Fizeram o seu próprio disco e todas as pessoas querem comprá-lo.

(História inventada por mim, inspirada nas Mermaid Melody.)



Espero que tenham gostado.

Voltem comigo sempre, para mais brincadeira!

domingo, 27 de junho de 2010

Dina Dragão!!!



Olá!

A mãe diz que é um crocodilo. Até pode ser, mas eu acho que é mais parecida com um dragão. Só não tem as asas. Mas isso, mais tarde, podemos tratar. Podemos fazer umas asas de tecido, tipo as da coelha da Layla.



O que acham?
Será uma crocodilo ou um dragão?



Voltem comigo sempre, para mais brincadeira!

quinta-feira, 24 de junho de 2010

A Princesa Rosinha!



Olá, boa noite!

Esta é uma coelhinha voadora, muito linda, como podem ver. Chamei-lhe Rosinha. Ela é a coelhinha da Layla, umas das fadas Winx. Na foto de cima ela está a tomar banho na sua banheira.



É uma coelhinha rica e vaidosa. Ela é uma princesa. Podem vê-la aqui com a sua coroa na cabeça e um lacinho cor-de-rosa.



Aqui podem ver os seus acessórios para se pôr bonita. Ela tem um namorado. É o Kiko da Bloom.



Aqui podem vê-la de todos os ângulos.



E agora a história da Rosinha:
As Winx estavam a trabalhar para conseguirem ganhar dinheiro. Os seus trabalhos eram num armazém. Um dia, sem querer, deixaram romper uma caixa e caíram montes de peluches para o chão. Para que eles não fossem destruídos fizeram uma magia e deram-lhes vida. Quando ganharam vida, eles escolheram as suas donas, então cinco destas mascotes foram ter com as Winx e ficaram a pertercer-lhes. Os outros animais que sobraram foram para vender na loja de animais que as Winx tinham. Depois, tantas pessoas quiseram comprar animais que agora já quase não há nenhum para vender. Foi assim que a Rosinha ficou com a Layla.
(Texto escrito pela mãe, mas ditado por mim. Esta história é dos episódios das Winx.)

Espero que tenham gostado da Princesa Rosinha.
Voltem comigo sempre, para mais brincadeira!

domingo, 20 de junho de 2010

A Princesa Yellow Purple!



Olá a todos!

Este cavalo marinho chama-se Yellow Purple.
A Yellow Purple, é uma menina, e tem quatro pais, dois verdadeiros e dois adoptivos. Os pais verdadeiros são um cavalo marinho azul e outro verde. Os adoptivos são um vermelho e um azul. Desta forma, o azul com o verde deu amarelo (Yellow) e o vermelho com o outro azul deu roxo (Purple). Foi assim que se gerou a linda Yellow Purple!

Era uma vez uma princesa que nasceu no dia 30 de Junho, o último dia do mês. Nesse dia, o reino dela entrou em guerra com os mauzões que eram tubarões. Os seus pais, para conseguirem salvá-la, enviaram-na para a sua irmã mais velha, que tinha sido presa pelos tubarõies mas tinha conseguido escapar e agora estava em segurança. Para a irmã mais velha conseguir salvar a Yellow Purple, fugiu por todos os corredores e até foi para os corredores do palácio. Fez uma magia para que ela tivesse um dom. O dom era ser bonita e boa. Depois enviou-a para uma cidade debaixo do mar. Aí foi adoptada pelos cavalos marinhos vermelho e azul. Ela sempre pensou que estes eram os seus pais verdadeiros. Só quando fez 16 anos é que descobriu que era adoptada. E quando tinha 8 anos aprendeu também magia. Fez uma magia e transformou-se na Guardiã Secreta Marítima. Ninguém sabia disso, entao punham monstros horríveis lá na cidade e ela conseguia combatê-los todos, sem perder nenhuma vez. Aí, os habitantes da cidade começaram a desconfiar.
Um dia meteram lá um animal terrível, que ninguem sabia o que era. Ainda era mais forte do que os outros monstros que atacaram a cidade. Demorou mais tempo a combatê-lo mas conseguiu vencer. E assim fez para sempre, viajando para outras cidades e combatendo monstros.
Andou andou andou, até que chegou à sua cidade natal. Conheceu os seus pais verdadeiros que ainda estavam em guerra com os tubarões. A sua irmã estava novamente presa pelos mauzões. Os tubarões passavam a vida a prendê-la! :) Então a Yellow Purple conseguiu vencê-los e ficou feliz com a irmã e com os pais verdadeiros. Mas ia sempre visitar os pais adoptivos. Toda a família verdadeira e a família adoptiva ficaram muito felizes por ela conseguir vencer os mauzões.

(Texto escrito pela mãe, mas ditado e imaginado por mim. Esta história é baseada na história da Bloom, uma das fadas Winx.)

Voltem comigo sempre, para mais brincadeira!

sábado, 19 de junho de 2010

Colar Simétrico

Olá amiguinhos!

Terminaram as aulas, já estou oficialmente de férias! E tenho um recadinho especial para os meu colegas:
Gostava muito de manter contacto com vocês. Já sabem o meu e-mail e agora também já conhecem o meu blog. Por isso deixem-me comentários nos posts a dar notícias vossas e a dizerem o que acham de cada post. Para deixarem comentário basta clicar no final de cada post, onde diz "comentários". Peçam ajuda ao "vosso adulto". Eh eh eh!...



Agora mostro-vos um colar simétrico (quer dizer que o lado direito é igual ao esquerdo) que fiz há alguns dias. Tem muitas contas divertidas e no centro, em destaque, o "papagaio loiro de bico amarelo"! :) Lembram-se da música?
Vejam mais bijutarias que eu já fiz aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.

Voltem comigo sempre para mais diversão!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Rafa Kir - o cão de guarda!



Olá a todos!

Esta história começa com um cão parecido com um que existe mesmo, que é o do meu primo, e vive num prédio. Este cão tem um dos nomes do do meu primo que é o Kir. E resolvi chamar-lhe também Rafa porque acho que ele tem cara de Rafa.
O Rafa Kir vive num prédio onde é o guarda. Só deixa entrar quem ele conhece. Às vezes engana-se, porque as pessoas do prédio convidam outras que ele não conhece e ele não quer deixá-los entrar. Depois as pessoas que são medricas ficam com medo dele e não entram. As outras que são valentonas entram à mesma.

Voltem comigo sempre para mais brincadeira!

sexta-feira, 4 de junho de 2010

Papagaio Loiro...

video

Olá, bom dia!

Fiz este vídeo no computador com um programa do Magic Desktop. Adoro brincar com este papagaio divertido. Depois de o pôr a dizer mil coisas estapafúrdeas lembrei-me de o fazer cantar a música do Papagaio Loiro, numa versão adaptada por mim. Ele fala um bocadinho depressa, mas caso não o percebam bem, eu digo o que ele vai dizer: "Eu sou o Papagaio Loiro, o que faz chichi na cama e leva com o chinelo".

Eh eh eh... Farto-me de rir ao ouvi-lo!

Voltem comigo sempre para mais brincadeira!

terça-feira, 1 de junho de 2010

A Laçarote, também em verso!



Olá amigos!

Hoje apresento-vos a outra aranha. Esta chama-se Laçarote.
E resolvi fazer-lhe um texto também em verso como o da outra aranha.

Era uma vez uma aranha chamada Laçarote
Que vivia num lote.
Ela usava sempre o serrote
E um dia encontrou um franganote
pequenote!
Também viu um cachalote
E andou tudo num virote.
Levaram todos com o chicote
de pôr o cavalo a trote.
Depois fugiram num bote grandote
que era do cachalote.
Ao chegar a terra, a aranha escondeu-se num pote
dentro de uma rulote.

Gostaram?



Mostro-vos um vídeo que fiz com as duas aranhas a brincarem com um chapéu. Ela são muito risotas.

video

Voltem comigo sempre, para mais brincadeira!